Gorduras saturadas fazem mal até para o seu cérebro

Se você precisa de mais um motivo para evitar as gorduras saturadas, adicione o possível dano cerebral à lista.

Um novo estudo feito com ratos sugere que dietas ricas em gordura saturada aumentam a inflamação na parte do cérebro que controla a fome, fazendo-a funcionar mal, que por sua vez desencadeia um efeito dominó levando à obesidade e alterações metabólicas associadas.

Os pesquisadores submeteram grupos de ratos a dietas ricas em gordura saturada ou óleo de peixe durante seis semanas. Os resultados mostraram que os cérebros de ratos alimentados com gordura saturada demonstraram resultados de inflamação e estresse oxidativo particularmente no hipotálamo, uma área do cérebro essencial para a regulação de fome. Os ratos do grupo de gordura saturada também ganharam peso, sofreram aumento da inflamação e desenvolveram resistência à insulina, o principal condutor da diabetes. Os mesmos biomarcadores foram reduzidos no grupo alimentado com óleo de peixe.

A professora Marianna Crispino, da Universidade de Nápoles Federico, autora do estudo, citou: “A diferença foi muito clara e nós conseguimos estabelecer o impacto de uma dieta gordurosa para o cérebro. Os nossos resultados sugerem que ser mais consciente sobre o tipo de gordura consumida na dieta pode reduzir o risco de obesidade e prevenir várias doenças metabólicas “.

Algumas advertências devem ser observadas. Em primeiro lugar, este é um estudo em ratos, por isso, não pode e não deve assumir um efeito idêntico em seres humanos. E ambos os grupos de ratos foram alimentados com dietas ricas em gordura saturada e óleo de peixe maiores do que seriam as típicas dietas da maioria dos seres humanos (mesmo para os que comem uma grande quantidade de gordura, raramente é tudo o que comem). Então, o que vemos neste estudo não é perfeitamente análogo à dieta humana, mas sim uma indicação do que as dietas ricas em gordura saturada podem fazer com o cérebro ao longo do tempo. Pode ajudar a explicar a ligação entre gordura saturada e obesidade, além da matemática básica de contagens de calorias (que uma grande quantidade de pesquisas já confirma que não contam toda a história).

O papel que o cérebro desempenha na obesidade ainda não é bem compreendido; estudos como este ajudam a desvendar o início. Por outro lado, o estudo aponta para potenciais benefícios de comer mais peixe, como na Dieta Mediterrânea, tão elogiada.

Os resultados do estudo também acrescentam evidências ao argumento que a inflamação celular, em grande parte, desencadeada por aquilo que comemos, é o principal suspeito de vários distúrbios como diabetes, doenças cardíacas e doenças neurodegenerativas.

Categorias
BlogrollSaúde

ARTIGOS RELACIONADOS

  • Enxergando a vida de diferentes ângulos

    Na verdade nós vivemos a realidade que nosso cérebro cria a partir de percepções do mundo exterior. A riqueza do mundo exterior é extremamente vasta para que possa ter...
  • Novidades no Tratamento dos Tumores Cerebrais/SNC

    Pesquisas sobre tumores cerebrais e do sistema nervoso central estão em desenvolvimento em diversos centros médicos no mundo inteiro, promovendo grandes avanços em prevenção, detecção precoce e tratamentos: Genética...
  • Respirando e meditando

              Guia Prático De Respirando & Meditando     Número de páginas: 98         Edição: 1(2017)            ISBN: 9781594719646 Formato: A5 148×210    Coloração: Preto e branco   Tipo...
  • Neurociências

    Neurociências, Vol.1 Selo Neuro Tópicos Número de páginas: 75 Edição: 1(2017) ISBN: 9781521445433 Formato: A5 148×210 Coloração: Preto e branco Acabamento: Brochura c/ orelha Tipo de papel: Offset 90g Preço: R$ 30,00 / E-Book: 15,00 Compreendendo…O...